VOCÊ ESTÁ AQUI: INÍCIO / informação / Notícias / Feira de Todos os Santos e Expocartaxo

Feira de Todos os Santos e Expocartaxo

Certame conta com intensa programação para todos os públicos

A tradicional Feira de Todos os Santos e a Expocartaxo decorrem até dia 3 de novembro no Pavilhão Municipal de Exposições e no Campo da Feira.

Na cerimónia de abertura, o presidente da Câmara Municipal Pedro Magalhães Ribeiro destacou outro dos momentos importantes do dia, a aprovação do orçamento municipal para o próximo ano.

As áreas da Educação e da Cultura serão, nas palavras do presidente, as grandes prioridades, pois "o investimento nestas áreas é aquele que poderá, com toda a certeza, assegurar que os nossos jovens possam ter um futuro nesta terra que os viu nascer e crescer".
 
​​
​​

A edição de 2019 da Feira de Todos os Santos e da Expocartaxo já começou e estará no Pavilhão Municipal de Exposições e no Campo da Feira até ao próximo dia 3 de novembro, com cerca de setenta expositores e uma centena e meia de feirantes. O grupo de música popular Cantares Chãs d’Ourique brilhou na sessão de abertura do certame, cantando um reportório que percorreu o território português com especial destaque para o Fandango do Cartaxo.

Esta cerimónia contou com a presença de autarcas e presidentes de Junta de Freguesia, da Assembleia Municipal e da Câmara Municipal, vice-presidente da Câmara e vereadores, presidente do Núcleo NERSANT do Cartaxo, representantes de associações e coletividades, de forças de segurança e de instituições públicas e privadas do concelho e da região, mas também com uma comitiva da cidade romena de Pucioasa, cidade geminada com o Cartaxo desde 1999.

Os jovens que recentemente subiram ao palco da Gala de Eleição do Rei e Rainha das Vindimas do Concelho do Cartaxo também deram as boas-vindas aos visitantes e acompanharam a cerimónia de inauguração do certame.​

Para o Presidente da Assembleia Municipal, Augusto Parreira, o início da Feira de Todos os Santos marca um importante momento para toda a comunidade do concelho do Cartaxo, sendo “provavelmente, na nossa memória coletiva, a data mais importante a assinalar”.

Esta feira franca, de enorme tradição, tem sofrido, nas palavras do autarca, “algumas vicissitudes mas, como resultado das intervenções dos últimos anos, de alguma inovação e criatividade, tem conseguido manter a sua forma e valorizar-se”.

Destacando o programa cultural do certame, destinado a todos os tipos de público, Augusto Parreira agradeceu a todos os funcionários da Câmara Municipal e a todos os empresários presentes, responsáveis pela qualidade do evento.

Também o presidente da Câmara Municipal, Pedro Magalhães Ribeiro, reforçou, no seu discurso, o papel e o trabalho de todos os funcionários que “diariamente trabalham e dão o melhor de si pelo Cartaxo – tudo o que podem ver aqui foi feito com a prata da casa”.

O presidente da câmara destacou também, a par do início da Feira de Todos os Santos, outro momento importante para o Município, “o momento mais importante do ano decorreu esta tarde, aprovámos o orçamento para o próximo ano”.

O orçamento agora aprovado permite ao Município continuar a apostar nas áreas da educação e da cultura como grandes prioridades, “que ninguém tenha dúvidas, só com um investimento forte nestas áreas poderemos valorizar os nossos filhos e os nossos netos, pois só assim lhes daremos as ferramentas necessárias para se realizarem, para ingressarem nas nossas empresas e acrescentarem valor ao que de melhor se faz no nosso concelho”.

“O investimento em educação e cultura é aquele que poderá, com toda a certeza, assegurar que os nossos jovens podem ter um futuro nesta terra que os viu nascer e crescer”, acrescentou o presidente, justificando assim as obras recentemente terminadas no Centro Escolar de Pontével e o investimento futuro nas escolas e jardins de infância do concelho.

Pedro Magalhães Ribeiro anunciou ainda a realização, em 2020, da Feira do Futuro. Esta feira vem dar resposta às necessidades que o autarca diz sentir por parte dos empreendedores locais , “uma grande vontade de continuar a investir na nossa terra, mas que esbarra na falta de recursos humanos especializados”.

“Num concelho que precisa criar riqueza, os recursos humanos têm de estar preparados para dar resposta”, e esta Feira do Futuro, ao juntar empresários, investidores, todo o universo escolar e de ensino, centros de emprego e formação profissional, “permitirá que instituições e empresas trabalhem em conjunto para uma solução que dá resposta a necessidades mútuas e ao interesse da nossa comunidade”.

“Os jovens que hoje estão no secundário, e que têm de fazer escolhas importantes para o futuro, precisam saber quais as saídas profissionais que o nosso concelho tem para oferecer. Vamos antecipar necessidades para uma resposta adequada na altura certa. Em 2020, é este o caminho que vamos seguir, olhar para a educação e para a cultura como motores do nosso desenvolvimento económico e social”, concluiu.

Aliando a vontade de investimento dos empreendedores locais e a necessidade de dar resposta aos turistas que procuram o concelho do Cartaxo, o presidente da câmara destacou também os pedidos de licenciamento que deram entrada no Município para a construção de cinco hotéis, dois deles de quatro estrelas.

 “Queremos ser o Ribatejo às portas de Lisboa, este é o nosso desígnio”, afirmou o presidente da câmara. “Temos todas as qualidades para uma aposta forte no turismo, temos campo, temos qualidade de vida, temos o rio Tejo, a nossa gastronomia, o nosso folclore, os nossos cantares, o nosso Fandango – cuja candidatura a Património Cultural Imaterial da Humanidade, lideramos”, acrescentou.

“E temos o nosso vinho, de grande qualidade, produzido nas nossas terras”, destacou o autarca, lembrando que, atualmente, “o enoturismo é responsável pela maior fatia de turistas que escolhe Portugal como destino, são cerca de 2,5 milhões de turistas que nos procuram pela nossa gastronomia e pelo nosso vinho, e nós temos de saber dar resposta”.

 "Este é um desafio da responsabilidade de todos, pois só juntos poderemos definir e conduzir uma estratégia de crescimento sustentado nas nossas raízes rurais e vinícolas, naquilo que de melhor fazemos, para corrigir erros passados, responder aos desafios presentes e antecipar necessidades futuras", concluiu Pedro Magalhães Ribeiro.

 Feira de Todos os Santos continua até dia 3 de novembro

A Feira de Todos os Santos prolonga-se até domingo, dia 3 de novembro, e ainda há muito para ver. Os produtos típicos da gastronomia regional estarão em destaque na área das tasquinhas, mas também nas bancas de venda e nas diversas apresentações gastronómicas, dedicadas às freguesias do concelho do Cartaxo, que desvendarão os seus segredos mais preciosos.

Na rua encontrará a feira franca, tradicional, onde os frutos da época, frescos ou secos, com as suas cores e aromas, terão papel de destaque. O protagonismo será dividido com uma grande variedade de produtos, como objetos de decoração ou utilitários, roupas ou guloseimas, entre tantos outros.

E a música estará em palco, todos os dias, para o contagiar e levar a dar um pézinho de dança ou só a senti-la, quer venha dos discos dos dj’s ou dos acordeões, do reportório dos Xutos e Pontapés ou do tradicional fado.

Na Feira de Todos os Santos do Cartaxo não faltam também os carrosséis, fonte de diversão, cor e música, que estão à sua espera, da sua família e dos seus amigos para uma festa que terá, por certo, mais uma edição inesquecível.

Conheça todo o programa aqui
 
​​​​​​​​​