VOCÊ ESTÁ AQUI: INÍCIO / informação / Notícias / Cartaxo vai receber programação cultural com forte participação da comunidade

Cartaxo vai receber programação cultural com forte participação da comunidade

A Câmara Municipal do Cartaxo, que integra a Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo – CIMLT, vai ser responsável pela execução no concelho de sete eventos culturais que decorrem no âmbito do Plano de Ação Programação em Rede / Lezíria do Tejo.

Estão já abertas inscrições – open call – para quatro workshops e residências artísticas que permitirão à população participar na criação de quatro eventos culturais em áreas como o cinema documental, a dança, a performance e espetáculo de rua ou a arte urbana. Estas residências e workshops “abertas a toda a população, estão abertas a um público muito jovem, cuja participação na criação cultural do concelho, se pretende incentivar”, explicou Pedro Magalhães Ribeiro, referindo que “este extenso programa de ensino, criação, produção e apresentação cultural que vamos acolher no concelho entre agosto e novembro, não acarreta qualquer custo para a Câmara Municipal, mas exige enorme esforço aos serviços para garantir a sua execução”.

Também Fernando Amorim, vice-presidente da Câmara Municipal e responsável pelo pelouro da Cultura, destacou a importância de “acolher no concelho um programa que sem custos para a autarquia, abre espaço para a participação da comunidade criativa do Cartaxo, em especial para os jovens e vai proporcionar à população, de modo gratuito, eventos culturais de elevado valor”.

Clique para descarregar programa em PDF

 






Programação em Rede valoriza a relação com a comunidade local
O Plano de Ação Programação em Rede / Lezíria do Tejo é uma iniciativa da Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo (CIMLT) em parceria com os 11 municípios que a integram e conta com o apoio financeiro da União Europeia (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional), Portugal 2020 e Alentejo 2020.

Como objetivo central, destaca-se a promoção e dinamização do património cultural, enquanto instrumento de diferenciação e competitividade do território, através da sua qualificação e valorização turística.

Para alcançar este objetivo, privilegiou-se uma metodologia assente na capacidade artística e criativa do território –  promovendo a participação da população –, e uma aposta forte no património imaterial.

Em 2021, está em execução o Eixo 1 – Lezíria Imaterial que prevê seis projetos transversais, com execução em todos os municípios e um projeto que assume a especificidade de cada concelho.
 
​​​