VOCÊ ESTÁ AQUI: INÍCIO / informação / Notícias / O Melhor Vinho na Produção

O Melhor Vinho na Produção

O XX Concurso de Vinhos do Tejo e o XXXV Concurso de Vinhos do Concelho do Cartaxo – O Melhor Vinho na Produção - Colheita de 2018 decorreram nos dias 3 e 4 de abril, no Centro de Promoção Vitivinícola, do Museu Rural e do Vinho do Concelho do Cartaxo.



 1.º Prémio Vinho Branco Cartaxo - Sociedade Agrícola Casal do Conde
 1.º Prémio Vinho Rosé Cartaxo - Adega Cooperativa do Cartaxo
 1.º Prémio Vinho Tinto Cartaxo - Vinhos Rui Franco
 1.º Prémio Vinho Tinto Tejo - Vinhos Rui Franco
 1.º Prémio Vinho Rosé Tejo - Sociedade Agrícola Quinta da Ribeirinha
 Prémio Especial do Júri - Vinhos Rui Franco
​​

•         Apresentaram-se a concurso, 102 vinhos –  48 vinhos tintos, 37 vinhos brancos e 17 vinhos rosé.
•         Para além dos prémios habituais nas três categorias – branco, tinto e rosé -, o júri decidiu atribuir, pela primeira vez no Concurso de Vinho do Concelho do Cartaxo, um prémio especial ao vinho mais pontuado – o vinho tinto de Rui Manuel da Silva Franco que venceu na sua categoria, quer o Concurso do Concelho do Cartaxo, quer do Tejo, foi o vencedor desta distinção especial.
•         A Festa do Vinho & Pão decorre no Pavilhão Municipal de Exposições até ao próximo dia 5 de maio, com provas comentadas de vinho a decorrer no espaço de showcooking, com entrada livre.
 
Os premiados nos concursos de Vinhos na Produção do Concelho do Cartaxo e do Tejo, que tiveram este ano a sua 35ª e 20.ª edição, respetivamente, foram conhecidos no primeiro dia da Festa do Vinho & Pão, no encerramento do seminário Da Vinha ao Vinho, Porque não com Pão, que decorreu no dia 30 de abril, no Pavilhão Municipal de Exposições.
 
No Concurso do Concelho do Cartaxo, o primeiro prémio Tinto foi atribuído ao produtor Rui Manuel Silva Franco (Vinhos Rui Franco), o segundo à Adega Cooperativa do Cartaxo e o terceiro ao produtor António Manuel Gomes Faia. Nos brancos, foi a Sociedade Agrícola Casal do Conde a ver o seu vinho ser reconhecido pelo júri com o primeiro lugar, a Casa Agrícola Quinta do Falcão classificou o seu vinho branco em segundo e a terceira posição foi atribuída a Encostas do Avô – Marco Silvestre. Na categoria Rosé, os três primeiros classificados, mantiveram-se exatamente como no mesmo Concurso, em 2018, a Adega Cooperativa do Cartaxo voltou a arrecadar um primeiro lugar, a Pitada Verde – Produção Agrícola classificou-se em segundo e a Sociedade Agrícola Casal do Conde, em terceiro.
 
O vinho tinto de Rui Manuel da Silva Franco arrecadou também o prémio especial do júri – atribuído pela primeira vez nesta edição do concurso para distinguir o melhor vinho em todas as categorias.
 
No Concurso de Vinhos Tejo, Rui Manuel da Silva Franco, de Pontével, no concelho do Cartaxo, venceu na categoria Tinto, a Enoport, de Rio Maior, recebeu o segundo lugar e a Sociedade Agrícola Cova da Caldeira, de Azambuja, o terceiro lugar. Na categoria Branco, venceu a Adega Cooperativa de Almeirim, a Quinta dos Penegrais, de António Carvalho Machado, de Rio Maior, recebeu o segundo prémio e a Sociedade Agrícola Cova da Caldeira, o terceiro. Nos rosés, a Sociedade Quinta da Ribeirinha, de Santarém, recebeu o primeiro prémio, a Sivac, SA, de Azambuja, ficou em segundo e a Adega Cooperativa do Cartaxo, arrecadou o terceiro lugar da classificação. 
 
Em todas as categorias dos dois concursos foram ainda atribuídas menções honrosas. 
 
As provas dos dois concursos tiveram José Rodrigues como presidente do júri que contou com nove provadores – Pedro Gil, Maria Vicente, Francisco Cruz Ferreira, Carlos Sardinha, Maria Lucinda Carvalho, Verónica Pereira, Helena Mira, António Gaspar e Hernâni Magalhães.​



 
​​​​​