VOCÊ ESTÁ AQUI: INÍCIO / informação / Notícias / Bolsa de Turismo de Lisboa

Bolsa de Turismo de Lisboa

Município ocupou stand próprio na área da Entidade de Turismo do Alentejo e Ribatejo para mostrar operadores e produtos turísticos do concelho, com os vinhos, a gastronomia e o Rio Tejo, em destaque.

• O vinho foi escolhido como “âncora para mostrarmos na BTL um pouco de quem somos, do que temos para oferecer e de como empresas e produtores têm sabido criar uma oferta de excelência que se diferencia no respeito pelas nossas tradições ancestrais”, afirmou Pedro Magalhães Ribeiro.

• O destaque dado ao vinho “justifica-se pela qualidade da oferta no território, pela marca na paisagem, pela enorme capacidade que lhe atribuímos para atrair a atenção dos media, tanto quanto o interesse do turismo de qualidade. Falar de vinho é falar de gastronomia, é falar de uma tradição com raízes na vivência das casas agrícolas, é falar do Rio Tejo e da profunda religiosidade do povo que habitou e habita as suas margens, é falar de experiências únicas e de uma paisagem impar”.

​​

O Município do Cartaxo esteve presente naquela que é considerada a feira de referência para a indústria do turismo nacional e internacional. De 28 de fevereiro a 4 de março, o stand do Município na Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL) mostrou e deu a provar os vinhos e os produtos do concelho, para além de divulgar a Festa do Vinho & Chocolate que, em 2018, decorrerá de 27 de abril a 1 de maio.

Para o presidente da Câmara Municipal do Cartaxo, Pedro Magalhães Ribeiro, a presença do Município na BTL foi um investimento justificado pela importância de “mostrar como o nosso território a poucos minutos de Lisboa, dispõe de uma oferta que alia a excelência e a inovação, ao mais profundo respeito pela tradição e pela nossa identidade”.

“Afirmar o Cartaxo como Ribatejo às portas de Lisboa”, justificou Pedro Magalhães Ribeiro, “é afirmar esta nossa oferta, dizer a um país que recebeu 28 milhões de turistas estrangeiros em 2017, que existimos, que estamos a um passo de Lisboa e que temos operadores turísticos para os receber”. Com o vinho a “ganhar destaque entre os nossos produtos endógenos, enquanto produto de qualidade reconhecida nacional e internacionalmente, ao nível do melhor que se faz no país, como testemunham os prémios ganhos um pouco por todo o mundo”, a presença do Município na BTL quis “ser um momento para o município assumir a sua vontade de aprofundar projetos que tenham no enoturismo, na promoção integrada de oferta turística e na criação de ofertas inovadoras a partir de produtos que são nossos e de tradições que nos diferenciam, a sua principal ideia de negócio”.

Tejo, folclore, gastronomia e vinhos em destaque na BTL
Durante a BTL, para além do stand permanente, o Cartaxo mostrou-se em três momentos de maior destaque - a Ollem Turismo apresentou O Cruzeiro Religioso do Tejo e dos Avieiros, o Município promoveu a Festa do Vinho & Chocolate e a Quinta das Palmeiras deu a conhecer a sua oferta de Turismo Rural.
 
O Cruzeiro Religioso do Tejo e dos Avieiros, iniciativa ligada à candidatura da cultura avieira a Património Imaterial da Humanidade, foi o escolhido pela Ollem Turismo para mostrar um dos ex-libris do território – o Rio Tejo. O Cruzeiro alia ao turismo religioso, as potencialidades turísticas do rio e atrai anualmente centenas de pessoas aos territórios que percorre – o Cruzeiro refaz, de modo simbólico, a ligação fluvial da região de Vila Velha de Ródão ao grande estuário do Tejo, interrompida no final do séc. XIX com a chegada do comboio.

Na apresentação da Festa do Vinho & Chocolate, o espumante Independente, da casa 1927, abriu a festa. Os vinhos da Adega Cooperativa do Cartaxo foram outro dos convidados especiais e harmonizaram na perfeição com os chocolates da empresa Outros Destinos. A cake designer Betinha Amado preparou bombons e macarons que escondiam no interior os vinhos da Adega Cooperativa do Cartaxo, “abrindo o apetite aos visitantes, mostrando um pouco do que podem viver na Festa do Vinho & Chocolate, oferecemos aqui uma pequena experiência de sabores e aromas que poderão aprofundar quando nos visitarem em abril”, explicou Pedro Magalhães Ribeiro.

A encerrar a BTL, o Cartaxo deu destaque a um dos seus operadores turísticos na área do alojamento – neste caso de turismo rural –, a Quinta das Palmeiras. Para mostrar a riqueza turística do território no qual a Quinta de insere, esteve presente o Rancho Folclórico Ceifeiras de Porto de Muge que levou ao palco principal da BTL a alegria e cor das danças do Ribatejo. A gastronomia marcou presença com os restaurantes Taberna do Gaio e Copo 3, que deram forma aos sabores da região e a casa agrícola Casal do Conde deu a provar os seus vinhos.
 
​​​